29 de outubro de 2011

Indubitavelmente


Não procure todas as respostas no invisível,
nem deixe para ser feliz lá no futuro.
Não se contente com apenas uma pergunta,
nem se vanglorie de saber muito sobre alguma coisa.
Não acredite em tudo o que ouve ou lê,
não se fie nessa ou naquela experiência.
Ouça conselhos, mas analise-os, use com coerência.
Saiba perdoar, sempre,
mas não seja a vítima dos espertinhos.
Não se faça de superior,
mas não deixe pisarem na sua vida.
Caminhe com retidão, seja honesto, tenha metas.
Não se envergonhe de ficar rico,
nem de viver na pobreza.
Ambas são situações que podem ser modificadas.
Saiba que você é o Senhor da sua Vida.
Existem milagres que habitam em você,
e o que hoje é muito triste,
poderá servir de alavanca para o seu crescimento.
E com todos os problemas,
com toda desilusão deste dia,
ainda assim, a vida, indubitavelmente
te serve uma lição.
Cabe a você, prestar a tenção,
enxugar as lágrimas da revolta,
se fortalecer e vencer.
Pois tudo deve ser feito com dedicação,
amor e persistência.
A ponte mais alta começa num simples
rabisco em folha de papel.
O maior arranha-céu, com vigas no chão.
A maior fortuna, com poucas moedas na mão.
Tudo pode ser transformado!
Comece pelas suas idéias, objetivos e sonhos.
E nada, absolutamente nada vai poder te segurar!

Autor: Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

25 de outubro de 2011

Você Sabe Amar


Eu estou aprendendo.

Estou aprendendo a aceitar as pessoas mesmo
quando elas me desapontam, quando fogem do ideal
que tenho para elas, quando me ferem com palavras
ásperas ou ações impensadas.

Não é difícil aceitar as pessoas assim como elas são,
não como eu desejo que elas sejam, mas como elas são!

É difícil, muito difícil, mas estou aprendendo.

Estou aprendendo a amar.

Estou aprendendo a escutar, escutar com olhos e ouvidos,
escutar com a alma e com todos os sentidos.

Escutar o que diz o coração, o que dizem os ombros caídos,
os olhos, as mãos irrequietas.

Escutar a mensagem que se esconde por entre as
palavras corriqueiras, superficiais;

Descobrir a angústia disfarçada, a insegurança mascarada,
a solidão encoberta.

Penetrar o sorriso fingido, a alegria simulada,
a vangloria exagerada.

Descobrir a dor de cada coração.

Estou aprendendo a perdoar pois o amor perdoa,
lança fora as mágoas, e apaga cicatrizes que a incompreensão
e insensibilidade gravam no coração ferido.

O amor não alimenta mágoas com pensamentos dolorosos.

Não cultiva ofensas com lástimas e autocomiseração.

O amor perdoa, esquece.

Extingue todos os traços de dor no coração.

Passo a passo, estou aprendendo a perdoar, amar.

Estou aprendendo a descobrir o valor que se encontra
dentro de cada vida, de todas as vidas, valor soterrado
pela rejeição, pela falta de compreensão, carinho e aceitação,
pelas experiências duras vividas ao longo dos anos.

Estou aprendendo a ver nas pessoas a sua alma,
e as possibilidades que Deus lhes deu.

Estou aprendendo, mas como é longa a aprendizagem!

Como, é difícil amar, amar como Cristo amou!

Todavia tropeçando...

Aprendendo a pôr de lado as minhas próprias dores.

Meus interesses, minha ambição, meu orgulho quando
estes impedem o bem estar e a felicidade de alguém.

Como é duro amar!!!

Autor: Fênix Faustine

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

22 de outubro de 2011

Dentro de Você


E se eu disser que dentro de você mora um anjo,
que se reveste de luz para fazer novos amigos?

E se eu disser que dentro de você existe
uma paz infinita que o torna tão amigo e querido?

E se eu disser que dentro de você existe
luz e que essa luz apaga a inveja, a discórdia
e a guerra?

E se eu disser que dentro de você existe
um cupido que espalha amor e que flecha meu coração?

E se eu disser que você é iluminado pelas estrelas
e seus olhos parecem reflexo dessa luz?

E se eu disser que você é divinamente concebido
e tem dentro de si tudo o que precisa para viver?

E se eu disser que dentro de você existe
uma fera que sabe lutar e defender os seus?

E se eu disser que dentro de você habita
uma chama que é capaz de incendiar uma cidade?

E se eu disser que dentro de você mora um inventor
capaz de criar mil maneiras de fazer a mesma coisa?

E se eu disser que dentro de você existe
um construtor que é capaz de criar novos caminhos?

E se eu disser que dentro de você existe
um elo de corrente que o liga ao sobrenatural
tão facilmente?

E se eu disser que você é um deus,
e que possui a chave da vida eterna…

Da alegria que não acaba, dos sonhos que se realizam,
da saúde que se perpetua,
dos amigos que nunca o esquecem.
Da saudade gostosa, do desejo que realiza,
do prazer da vida?
Você é a própria luz!
Acredite nisso e brilhe, por amor a você
e a quem o criou.

Construa, viva, conquiste,
não aceite as derrotas, os “nãos”.
O impossível é apenas uma força te convidando para realizar.
Acredite.
“Dentro de você existe um universo em permanente construção.”

Autor: Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

18 de outubro de 2011

Nossos Desertos


Um dia, todo mundo tem que atravessar seus desertos.
Momentos onde a solidão se faz tão presente
que parece ter um corpo.
A dor faz o tempo ficar lento, demorado, e tudo parece parar.
É neste momento, que o ser humano descobre o que são fardos,
os fortes encontram a escada que os fará subir,
os fracos se perdem em lamentações,
saem buscando os culpados…
Ai está a diferença entre passar pelo deserto
e o permanecer nele.
Os que resistem, os que persistem, racionam a água,
caminham um pouco mais, dão um passo além das forças.
Os que desanimam, bebem toda a água do cantil,
esperam pelo milagre que não virá,
pois todo milagre é fruto de uma ação positiva.
Se hoje você está atravessando o seu deserto,
seja ele o mais seco do mundo, não importa,
em algum canto dele, você encontrará um oásis.
Na nossa vida, oásis são os amigos que não
nos abandonam, são aquelas pessoas desconhecidas
que se preocupam com o próximo,
é a fé que todos nós temos e renova a esperança.
Mantenha a racionalidade e uma certeza: você vai atravessá-lo!
Não desista de nada, não desista de você!
A poeira vai abaixar, a tempestade vai passar,
e depois de tudo, o sol vai brilhar por você.
A esperança é essa brisa que sopra seus cabelos,
e a força que nos empurra para a vitória,
é o amor de Deus que nunca nos abandona.

Autor: Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

17 de outubro de 2011

Nessa Longa Estrada da Vida...


Ah! Se eu Pudesse, e Se o Meu Dinheiro Desse...Viveria Com o Pé na Estrada Para Desvendar Esse Grande Mistério...
O Desconhecido.





Image and video hosting by TinyPic

16 de outubro de 2011

Fui Alcançado


Às vezes vejo-me a fugir e vejo muitas vezes o mundo a fugir. O desejo da felicidade leva muitas vezes o mundo a fugir. Cada um foge do que pode. Todos fugimos daquilo que nos parece constituir o perigo. Cada um foge daquilo que entende que o impede de ser feliz. Eu também fujo. Muitas vezes dou comigo a fugir de mim, dos outros, do trabalho, dos problemas, das dificuldades, das circunstâncias. Perece que ali está o nosso mal. Parece que somos o nosso próprio impedimento à felicidade. Parece que aqueles que estão por perto são o nosso impedimento à felicidade. No fundo, não é nada assim. Quando paro para pensar dou-me conta que não posso ser feliz fora de mim, para além de mim. Não consigo ser feliz sem os outros, longe dos outros. Não posso ser feliz sem a minha vida, o meu trabalho, sem as minhas dificuldades, sem os meus problemas. É um engano julgar que se tudo mudasse de repente, então sim, seria feliz. Então, digo, não seria eu e não poderia ser feliz.
Nesta fuga para o nada, perco-me de mim, dos outros, de tudo. Nesta fuga para o nada, há quem tenha "sorte" de ser alcançado. Alcançado por uma mão amiga, por um alerta, por uma voz, por um acontecimento, por uma circunstância, pelo voo de uma pomba. E, a corrida acaba aí.
Para tudo e faz-se a descoberta fatal da vida.
A mim, aconteceu-me isso mesmo. Também fui alcançado. Não foi uma mão, nem um alerta, nem uma voz, nem um acontecimento ou circunstância, não foi o voo de uma pomba. Não foi nada disto e foi tudo isto ao mesmo tempo.
Fui alcançado.
"Já fui alcançado por Cristo" (Fil 3,12). Foi Ele quem me alcançou e me parou e me olhou e me indicou o caminho novo e me deu um novo alento e ofereceu-me uma nova oportunidade. Não quero perder-me de mim fugindo para o nada.

Autor: Manecas
http://manecas-azul.blogspot.com

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

10 de outubro de 2011

Sentimos


Quando nossas emoções estão a flor da pele,
ficamos assim, tocados até pelo vento da tarde,
tudo é motivo para uma reflexão, ou um choro.

Sentimos,
sentimos sim,
quando alguém que amamos desafia a nossa paciência,
quando um mal-entendido se espalha e cresce,
quando uma palavra mal-dita, se transforma em dor,
quando pensamos que alguém é tudo e não é nada,
é vazio, é falso, não é amor...

Sentimos,
e como sentimos,
quando nossos desejos mais secretos se esvaziam,
quando tudo o que estava certo dá errado,
quando tudo o que foi combinado não acontece,
e quando toda a nossa emoção desaparece,
esvazia-se a alma, desmancha-se o coração.
então sentimos a dor de não ter um chão,
de não ter um ombro amigo para chorar,
uma pessoa para desabafar o que sentimos,
e sofremos...

Sentimos,
sentimos o desejo de recomeçar,
e no caminho de pedras, removemos algumas,
revolvemos a terra seca e plantamos sementes de esperança,
somos assim, corpo de adulto, cabeça de criança.

Criança que sonha, criança que sente,
que acorda para a vida e pressente,
que tudo pode ser diferente,
quando sentimos que tudo está em nossas mãos,
nosso destino, nossos sonhos, nossa força,
tudo faz parte da nossa emoção,
às vezes, sem nenhuma razão.

Sentimos então a força do não desistir,
de encarar a dor de frente e sorrir.
Pois somos um poço de emoções,
reflexo do aprendizado de cada dia,
que convida para a vida,
a sua vida, o seu tempo,
o seu sentimento.

Autor: Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

9 de outubro de 2011

Na linguagem Popular


Prosopopéia flácida para acalentar bovinos.
(Conversa mole pra boi dormir)

Romper a face.
(Quebrar a cara)

Impulsionar a extremidade do membro
inferior contra a região glútea .
(Dar um pé na bunda)

Derrubar, com a extremidade do membro inferior, o suporte sustentáculo de uma das unidades de acampamento.
(Chutar o pau da barraca)

Deglutir batráquio.
(Engolir sapo)

Colocar o prolongamento caudal em meio aos membros inferiores.
(Meter o rabo entre as pernas)

Sequer considerar a utilização de um longo pedaço de madeira.
(Nem a pau)

Retirar o filhote de eqüino da perturbação pluviométrica.
(Tirar o cavalinho da chuva)

Sequer considerar a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes contrações laringo-bucais.
(Nem que a vaca tussa)

www.osvigaristas.com.br



Image and video hosting by TinyPic