31 de março de 2011

Tiradas Inteligentes e Engraçadas


Certa vez, Einstein recebeu uma carta da miss New Orleans onde dizia a ele:
- Prof. Einstein, gostaria de ter um filho com o senhor...
A minha justificativa se baseia no fato de que eu,
como modelo de beleza, teria um filho com o senhor e,
certamente, o garoto teria a minha beleza e a sua inteligência.
Einstein respondeu:
- Querida miss New Orleans, o meu receio é que o nosso filho
adquira a sua inteligência e a minha beleza".

*****************************************

Quando Churchill fez 80 anos um repórter de menos de 30
foi fotografá-lo e disse:
- Sir Winston, espero fotografá-lo novamente nos seus 90 anos...
Resposta de Churchill:
- Por que não? Você me parece bastante saudável...

*****************************************

Telegramas trocados entre o dramaturgo Bernard Shaw e
Churchill, seu desafeto.
Convite de Bernard Shaw para Churchill:
"Tenho o prazer de convidar digno primeiro-ministro para a
primeira apresentação de minha peça Pigmaleão.
Venha e traga um amigo, se tiver."
Assinado: Bernard Shaw.

Resposta de Churchill:
"Agradeço ilustre escritor honroso convite...
Infelizmente não poderei comparecer à primeira apresentação. Irei à segunda, se houver."
Assinado: Winston Churchill.

******************************************

O General Montgomery estava sendo homenageado,
pois venceu Rommel, na Batalha da África, na 2ª Guerra Mundial.
Discurso do General Montgomery:
"Não fumo, não bebo, não prevarico e sou herói."
Churchill ouviu o discurso e retrucou:
"Eu fumo, bebo, prevarico e sou chefe dele."

******************************************

Enviadas para mim p/email
pelo meu Tio Guilherme
(Desconheço o Autor)

30 de março de 2011

Um Novo Tempo


Escreva ai na sua agenda mental:
"hoje começa um novo tempo na sua vida,
um tempo de renovação, de realizações,
de boas notícias e surpresas agradáveis,
o que não era, mas era desejado, vai ser,
e o que era desagradável vai desaparecer".

Hoje o céu se abre em portas largas,
para os que desejam sair do lugar comum,
para os que desejam redescobrir "capacidades",
reinventarem-se através da renovação dos desejos,
é um dia especial que você não pode perder,
por isso, espante o desânimo, deixe a dor de lado,
a menos que seja dia de luto, se for, chore,
mas não permaneça mais do que o tempo necessário.

Mude seu pensamento para receber o novo,
desde a manhã, repita: "eu posso", "eu consigo",
"eu mereço" e descruze os braços, pise firme no chão,
mostre no rosto a expressão da decisão,
e ouça bem: ninguém, absolutamente ninguém,
pode te deter, pode te paralizar na busca dos seus sonhos, só você mesmo, com pensamentos pequenos,
com comparações, com desânimo e frustração,
e só você pode impedir a realização
dos seus maiores sonhos.

Vamos, levante-se e determine:
"Hoje começa um novo tempo, tempo de ser feliz,
de encarar os problemas como oportunidades,
de aceitar desafios e vencer.
Feliz dia de "você"!


Autor: Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br



25 de março de 2011

Perdas Necessárias


Perca a batalha, mas não desistas da guerra.
Perca a coragem, mas não perca a vontade de lutar.
Perca a paciência, mas não perca a sua dignidade e segure-se.
Perca o amigo, mas nunca a amizade.
Perca o medo, mas não a prevenção diante dos perigos.
Perca o sono, mas não a vontade de repousar.
Perca as esperanças, mas não a confiança em Deus.
Perca o bom senso, mas não fique ridículo.
Perca o humor, mas não a vontade de sorrir.
Perca o caminho, mas não a direção da sua vida.
Perca o emprego, mas não a vontade de trabalhar.
Perca o medo de amar, errar é aprender.
Perca o medo de falar, alguém vai te ouvir.
Perca o medo de ser feliz, arrisque-se.
Perca o medo de dizer o que sente,
ninguém vai descobrir se você não falar.
Perca a fé, mas nunca a certeza de que Deus existe
e é seu amigo sempre.
Perca o rumo de sua vida, mas encontre-se.
Perca um dia de sua vida, mas nunca a sua vida inteira.

Autor: Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br



20 de março de 2011

A Jornada


Não importa o quanto você pergunte, o quanto você busque,
o quanto você procure, o quanto você conheça,
você nunca terá todas as respostas.

Mas acredite: isso é muito bom.
Seria muito tedioso um mundo sem descontentamento.

Portanto, agradeça tudo que te descontenta e te intriga,
por que isto é que dá graça à vida!

E nesta vida nada existe e nada importa mais que este
único momento que você está vivendo.

Não existe passado, não existe futuro, não existem perguntas,
não existem respostas. A única coisa que existe é o aqui e o agora!

Se você não está satisfeito com isso, use essa insatisfação
a teu favor e nade incansavelmente até a praia.

No final você verá que a graça de tudo não está na praia,
mas no caminho que você percorreu para chegar até ela.

Autor: Augusto Branco



17 de março de 2011

Camille Allen - Escultores Super Realistas



Camille Allen mora em Powell River,
na Colúmbia Britânica, no Canadá.
Ela usa vários tipos de argila para fazer os bebês.
A partir de fotografias detalhadas e um pedaço de barro,
ela faz a escultura de um bebê de
tamanho natural ou em miniatura.
É preciso muitas horas de concentração e paciência.
O primeiro bebê em miniatura que ela fêz foi
enrolado em posição fetal, com cordão umbilical,
como se ele ainda estivesse dentro do útero.

http://www.camilleallen.com/






12 de março de 2011

Limites


Podemos não fazer caso nem querer saber.
Podemos não gostar de perceber nem permitir que nos falem.
Podemos fingir ou disfarçar.
Podemos sempre muitas coisas,
mas não podemos nunca evitar os limites.
Temos limites. Os limites estão aí e fazem parte de nós.
Não são só parte da nossa vida, são mesmo parte de nós.
Seja qual for a nossa vida, estejamos onde estivermos,
aconteça o que acontecer, para além das nossas
capacidades pessoais ou possibilidades humanas e sociais,
os limites estão ali a dizer que não somos super homens,
nem eternos, nem infinitos.
Somos limitados, finitos, frágeis.
É bom conhecer os nossos limites.
Assumi-los, aceitá-los, estimá-los e tratá-los
com todo o cuidado para que sirvam à nossa existência
e não se tornem um perigo.
Não conhecer os limites é arriscado.
Não aceitar os limites é trágico.
Não cuidar dos limites pode ser fatal.

Autor: Manecas
http://manecas-azul.blogspot.com




9 de março de 2011

Espera Fazendo o Bem


Se aguardas tranqüilidade na luta que te advém,
em qualquer lance da estrada...
ESPERA FAZENDO O BEM.

Exerces muitos encargos sem apoio de ninguém...
não te queixes, nem reclames...
ESPERA FAZENDO O BEM.

Sobre a tarefa em que vives,
muita pedra sobrevém, se fiel a obrigação...
ESPERA FAZENDO O BEM.

Calúnia veio ferir-te sem que se saiba de quem,
não somes forças das trevas...
ESPERA FAZENDO O BEM.

Padeces desilusão, sarcasmo, insulto,
desdém...não permutes mal por mal...
ESPERA FAZENDO O BEM.

Lamentas pesares, golpes,
choras o escárnio de alguém,
tristeza não edifica...
ESPERA FAZENDO O BEM.

Alguém te falou com mágoa do lodo
que o mundo tem, contempla o céu, fita o sol...
ESPERA FAZENDO O BEM.

Se queres felicidade na terra e no mais além,
não te afastes do serviço...
ESPERA FAZENDO O BEM.

Deus é Pai Justo e Perfeito,
dá-nos tudo e nada retém,
se anseias vida mais alta... ohhh alma querida!!!...
ESPERA FAZENDO O BEM.

Por mais luta, por mais dor, por mais dificuldades,
ergamos sempre a nossa voz.

Se Deus é por nós,
quem será contra nós???

Na fé viva que nos revigora,
se o trabalho do bem nos conduz,
toda esperança de agora amanhã será mais LUZ!!!

Autor: Chico Xavier



8 de março de 2011

Todo Dia é Dia da Mulher


Mulher

Substantivo? Talvez seja o mais correto. Mas é incompleto.
Primeiro, porque mulher não se nasce feita: torna-se.
Nasce em forma concreta, mas se completa em caráter,
no abstrato, apenas com o decorrer da vida e de seus feitos.

E mulheres existem várias.
Mas quando, de repente para alguém, passa a existir uma só,
mulher deixa de ser plural para se tornar substantivo próprio.
Vira mulher com M maiúsculo.
Então, ela se torna referência, característica de comparação,
e, por isso, até pode ser um adjetivo. E o mais poderoso.

E para ir além, é com um toque de interjeição,
porque faz parte dela a emoção e o sentimento,
que consegue ser tão necessária ao dia-a-dia,
fazendo-se, por isso, mulher.

Substantivo concreto ou abstrato?
Adjetivo ou interjeição?
É melhor ficar só com "mulher" mesmo.
Porque se conceitua em si e, pra falar a verdade,
nenhuma classe ou palavra irá conseguir definir
o ser que só uma mulher consegue entender.
E na falta de definições, fica a homenagem a nós, mulheres...

Autora: Claudia Pinelli



7 de março de 2011

Se Eu Não Puder...


Se eu não puder ser o que eu desejo,
que eu seja o que desejas de mim.

Se eu não puder ser a árvore que dá frutos,
que eu seja o arbusto que dá sombra.

Se eu não puder ser o rio que inunda a terra,
que eu seja a fonte que dá de beber.

Se eu não puder ser uma estrela no céu,
que eu seja uma luz que anima as esperanças.

Seu eu não puder ser o teto que abriga a todos,
que eu seja a porta que se abre a quem bate.

Seu eu não puder ser o mar que liga os continentes,
que eu seja o porto que recebe a nave.

Se eu não puder ser o bosque que floresce,
que eu seja o pássaro que nele canta.

Seu eu não puder ser a roseira carregada,<
que eu seja o perfume de uma flor.

Se eu não puder ser a melodia que enleva,
que eu seja a inspiração de cada verso.

Seu eu não puder ser o vento que arrebata,
que eu seja a brisa que acaricia.

Se eu não puder ser o livro que ensina,
que eu seja a palavra que comove.

Se eu não puder ser a messe que promete,
que eu seja o trigo que vai ser o pão.

Se eu não puder ser o fogo que incendeia,
que eu seja o óleo que mantém a chama.

Se eu não puder ser o rico que tudo pode,
que eu seja o pobre que não nega nada.

Se eu não puder ser a chuva que irriga o solo,
que eu seja o orvalho que umedece a flor.

Se eu não puder ser o tapete no palácio dos reis,
que eu seja o agasalho na casa dos pobres.

Se eu não puder ser o sorriso que encanta,
que eu seja a impressão que ele deixa.

Se eu não puder ser a felicidade que todos buscam,
que eu seja feliz em tudo para todos.

Se eu não puder ser toda a bondade do mundo,
que eu seja bom como todo o mundo espera.

Se eu não puder ser a eternidade,
que eu seja o tempo em que nos fala.

Se eu não puder ser o amor que tudo começa,
que eu seja o amor que faz chegar ao fim!

Site: http://www.plinn.com.br/religiosos



4 de março de 2011

Você Tem Medo de Quê?


Você tem medo de quê?
De dizer não para aquela pessoa querida mesmo sabendo que o sim significa problemas no futuro?
Você tem medo de quê?
De admitir que se enganou com uma pessoa, que errou na dose do sentimentalismo e fechou os olhos para a realidade que todos viam?
Aceitar que o fim de um relacionamento já chegou há muito tempo e você, só você insiste em manter as aparências?
Você tem medo de quê?
De falar para a família e os verdadeiros amigos o quanto os ama e, por isso, fica calado imaginando que todo mundo sabe disso?
De perder o emprego medíocre e, por isso, se submete a tirania de um local que você não se sente bem?
Você tem medo de quê?
De aceitar que seu atual estado é reflexo apenas dos seus atos, das suas atitudes, algumas vezes impensadas e feitas de pura ansiedade…
Você tem medo de quê?
De sair da capa de vítima e encarar de frente seus sonhos, suas necessidades e descobrir que pode realizá-los?
De questionar velhos conceitos e mudar tudo para viver melhor?
Você tem medo de quê?
De aceitar que Deus existe e que nos pede ação sempre, trabalho sempre, boa vontade sempre, perdão sempre, amor sempre.
Não tenha medo de ser feliz, arrisque-se, aventure-se.
Caiu? Levante-se.
Errou? Comece de novo.
Perdoe sempre.
Esqueça o que passou, construa o hoje, viva o hoje.
Ame-se sempre!


Autor: Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br