16 de outubro de 2011

Fui Alcançado


Às vezes vejo-me a fugir e vejo muitas vezes o mundo a fugir. O desejo da felicidade leva muitas vezes o mundo a fugir. Cada um foge do que pode. Todos fugimos daquilo que nos parece constituir o perigo. Cada um foge daquilo que entende que o impede de ser feliz. Eu também fujo. Muitas vezes dou comigo a fugir de mim, dos outros, do trabalho, dos problemas, das dificuldades, das circunstâncias. Perece que ali está o nosso mal. Parece que somos o nosso próprio impedimento à felicidade. Parece que aqueles que estão por perto são o nosso impedimento à felicidade. No fundo, não é nada assim. Quando paro para pensar dou-me conta que não posso ser feliz fora de mim, para além de mim. Não consigo ser feliz sem os outros, longe dos outros. Não posso ser feliz sem a minha vida, o meu trabalho, sem as minhas dificuldades, sem os meus problemas. É um engano julgar que se tudo mudasse de repente, então sim, seria feliz. Então, digo, não seria eu e não poderia ser feliz.
Nesta fuga para o nada, perco-me de mim, dos outros, de tudo. Nesta fuga para o nada, há quem tenha "sorte" de ser alcançado. Alcançado por uma mão amiga, por um alerta, por uma voz, por um acontecimento, por uma circunstância, pelo voo de uma pomba. E, a corrida acaba aí.
Para tudo e faz-se a descoberta fatal da vida.
A mim, aconteceu-me isso mesmo. Também fui alcançado. Não foi uma mão, nem um alerta, nem uma voz, nem um acontecimento ou circunstância, não foi o voo de uma pomba. Não foi nada disto e foi tudo isto ao mesmo tempo.
Fui alcançado.
"Já fui alcançado por Cristo" (Fil 3,12). Foi Ele quem me alcançou e me parou e me olhou e me indicou o caminho novo e me deu um novo alento e ofereceu-me uma nova oportunidade. Não quero perder-me de mim fugindo para o nada.

Autor: Manecas
http://manecas-azul.blogspot.com

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

Nenhum comentário: