15 de setembro de 2011

O Silêncio...

Image and video hosting by TinyPic


Perante as circunstâncias agressivas
da maldade do homem, sentimos o perigo que
constitui a proximidade dos maus,
dos perversos, dos insensatos, dos violentos.
Este é um perigo para o qual estamos,
por norma, preparados, na medida em que
já conhecemos o seu grau de perigosidade e a
probabilidade de que nos atinja
em algum momento. Menos atentos,
estamos para o facto de não temermos que
os bons deixem de ser perigosos e
os maus deixem de ser inofensivos.
O que quero dizer é que os bons deviam ser
perigosos e os maus deviam ser inofensivos.
Os maus, por não serem aceitos nas muralhas
da nossa existência, mesmo sendo maus,
nunca exerceriam influência em nós,
porque com sensatez rejeitaríamos a
maldade que têm para oferecer.
Nunca nos deixaríamos influenciar e
formar na sua escola.
Neste sentido, seriam inofensivos.
Mas, a verdade é que não é assim.
O mal atrai e seduz e faz-nos baixar as
defesas protectoras, ficando à mercê das suas
forças dominadoras. Cada dia julgamos
mais que o mal não é mal ou não é tão mau quanto
parece. É aí que o mal deixa de ser inofensivo
e passa a exercer a sua influência contagiante.
Os bons, pelo contrário, deviam ser perigosos
por exercerem a sua influência e empregarem
todas as energias necessárias para convencer
todos a seguir pelos seus caminhos.
Desta forma, a escola dos homens seria a escola
dos bons e o mundo seria cada dia melhor. Mas não.
Os bons vivem na timidez, com medo de incomodar,
amorfos e insignificantes.
Os maus ocupam todo o espaço livre no
campo de batalha, porque os bons se metem em casa,
em silêncio, sem incomodar.
Ora, nada pior. Nada mais contrário à missão dos bons.
A voz dos bons tem que se fazer ouvir.
Estes têm que incomodar e contagiar para
que se possa construir um mundo novo.
Se és bons ou queres sê-lo, sai à rua e
incomoda, grita e contagia,
denunciando o mal que se infiltra, atingindo
as consciências já moribundas da realidade.

Autor: Manecas
http://manecas-azul.blogspot.com



Image and video hosting by TinyPic

2 comentários:

Nilse e João Octávio disse...

Suely, obrigada amiga, o seu é que é maravilhoso, mas se quiser algum enfeitinho é só pegar.

Um abraço.

Morgana disse...

Olá querida amiga Suely,
Gostei muito do texto e acho ainda que às vazes os maus estão vestidos de bons e muitas vezes ao nosso lado e disfarçados por um longo período de bons.
Acho também que temos que tomar muito cuidado que por sermos machucados muitas vezes pelos maus que eram próximos disfarçados de bons,
muitos vezes desacreditamos das pessoas , e aí é que mora o perigo, que nesse momento podemos ficar injustos e de certo modo nos tornarmos maus, ou nos exilarmos dos outros.
Temos que ter cuidado para que isso não aconteça.
E por incrível que pareça os maus na maioria das vezes nos manipulam de uma tal forma...
Bem entre pensamentos e devaneios fico por aqui. Um forte abraço amiga!