22 de maio de 2011

Implacáveis


Implacáveis demais...
Por que colocamos uma lente de aumento
nos nossos problemas e, muitas vezes,
para os outros, diante da mesma situação,
aconselhamos com simplicidade,
enxergamos a realidade,
mostramos que não é tão ruim assim?

Por que somos tão implacáveis em nosso
próprio julgamento, martirizamos nossos atos,
infernizamos nossos pensamentos,
ficamos remoendo os erros,
esticando os sofrimentos?

Por que só o amor que não deu certo
é que marca tanto?
Por que o emprego que não veio
é melhor que este de agora?
Por que transferimos tanto a
nossa felicidade para outro dia?
Por que não agora?

Faça deste momento, o “start”
para a vida plena, ainda que lhe falte um pedaço,
uma promoção, o carinho de alguém em especial;
ou ainda, a atenção de alguém que não está aqui.
O importante é você estar!
Sem você a festa da vida não começa,
o baile da sua história não tem dança,
a música do seu enredo fica sem letra,
vida sem ritmo e sem esperança.
E as cores desaparecem…

Esteja aqui e agora, pleno,
cheio de boa vontade.
A boa vontade é aquela
que faz você se enxergar,
ter misericórdia dos seus sentimentos,
descobrir que todo mundo erra,
mas que dá para seguir viagem,
ainda que a mala seja de segunda,
a vida tem que ser de primeira!

Sem você,
o mundo perde um pouco da graça,
fica parecendo chocolate Diet.
Se é para se lambuzar, que seja no doce,
se é para viver, que seja melado,
e se é para ser feliz,
que seja escancarado,
cheio dessa alegria que me contagia,
e que parece dizer sempre:
hoje é o meu melhor dia!

Que assim seja!

Autor: Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br



Nenhum comentário: