28 de setembro de 2010

A Felicidade Que Buscamos


A felicidade é esse instante mágico
onde você se pega rindo a toa,
e por vezes,
com coisinhas tão pequenas:
um elogio para a sua aparência ou atitude,
um aumento inesperado de salário,
um chamado para um emprego muito bacana,
uma criança que se aproxima do
nada e diz que te ama,
e passando os “bracinhos” em seu pescoço
te beija bem molhado…

A felicidade é esse “bichinho”
que coloca na sua alma um estado
de euforia tão gostoso,
que até notícia ruim tem menos impacto,
amigo chato se torna suportável e até aquela
aula que você detesta,
passa tão rápido que você nem percebe.

Alias, a felicidade tem esse dom de amenizar dores,
curar feridas, secar chagas expostas,
tornar o tempo um instrumento
da medicina para salvar vidas.

A felicidade bate a porta todos os dias,
é o sol que entra pelas frestas da sua
janela e você nem liga.

É o seu animal de estimação que insiste
em correr para você,
mesmo quando você está “azedo”.

É aquele amigo inseparável que te
atende até de madrugada para ouvir
às suas queixas.

A felicidade está ali, logo ali,
naquela oportunidade de servir no asilo,
contar histórias para “as crianças de idade”
ou ensinar alguém a ler e escrever.

A felicidade é mais do que um novo amor,
mais do que o casamento, a maternidade,
o concurso público que você quer passar,
a volta de quem partiu, ou qualquer bem material.

A felicidade, é sobretudo,
a descoberta das suas POSSIBILIDADES,
da capacidade que você tem de fazer novo
tudo o que é antigo.

É descobrir os seus talentos,
dons que nem você dava valor e que
podem se transformar em arte,
em utilidade pública, em serviço e “a serviço”
do bem geral!

A felicidade é isso,
essa chama que está em seu interior,
pronta para vir a tona e mostrar
que tudo pode ser simples ou complicado
de acordo com o seu olhar.

Se os teus olhos forem bons,
tudo e todos serão bons e cada gota
de chuva que cair na sua porta,
será sinal divino de que Deus
não se esquece nem de molhar as suas plantas,
encher os rios que vão saciar a sua sede,
e te ama além do que o seu pensamento
pode alcançar.
Isto é felicidade.

Autor: Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br



Nenhum comentário: